◀ Previous

Next ▶

Órgão de  tubos  da Igreja de NªSª da Vitoria

To comment, please login on top of the page.
If you are not registered, Sign up Free!

Recommended:

Details

Category :  Photojournalism

Personal theme: Galeria Do Autor

Submitted: 2 years 2 months ago

Date: Jul 20, 2016, 12:48:18 PM

File_size: 505.6 KB

Image_size: 598 KB

Resolution: 1024x598

Exif

Make: Nikon Corporation

Model: NIKON D3300

Shutter Speed: 10/600

Aperture: F/4.5

Focal Length: 35 mm

ISO Speed: 4500

Date Taken: Jun 17, 2016, 10:07:17 PM

Statistics

Comments: 10  ●   Replies: 0
Favorites: 5
Unique Views: 1619

Photo description:

Órgão de tubos da Igreja de Nossa Senhora da Vitória cujas características, razões, materiais de construção e datas se desconhece, embora eu tentasse descobrir junto de pessoas ligadas à igreja mas as respostas foram sempre as mesmas “desconheço”.
Um pequeno resumo da igreja de Nossa Senhora da Vitória
A primitiva igreja de Nossa Senhora da Vitória foi edificada por volta de 1539 pelo bispo D. Fr. Marcos de Lisboa. Esta igreja quinhentista foi erguida no local da antiga Judiaria Nova, no Olival, derivando desse facto, segundo alguns historiadores, o nome que lhe foi dado, para simbolizar a vitória da religião cristã sobre a judaica.
"A construção dessa primeira igreja parece estar relacionada com um compromisso estabelecido, no princípio do século XVI, entre a Vereação da Câmara e os mercadores de roupas feitas e usadas (os adeleiros). Estes mercadores, estabelecidos em grande número na Rua de S. Miguel (uma das mais importantes da Judiaria desse tempo), tinham-se mudado para a zona da Ribeira, pensando que lá lhes correria melhor o negócio, por ser um lugar muito mais frequentado. Como este objectivo não foi bem sucedido, decidiram regressar à Rua de S. Miguel (já depois de extinta a Judiaria, em 1496), mas esse regresso levantou algumas divergências entre os próprios mercadores, querendo alguns deles permanecer na Ribeira, ao que se opunham os outros. O rei teve de intervir e a questão foi resolvida. Os mercadores (cristãos novos na sua maioria, ao que parece) ter-se-ão então comprometido a oferecer dinheiro para que a rua fosse pavimentada e edificado um templo nesse local; este será a referida igreja primitiva de Nossa Senhora da Vitória. "
O actual templo paroquial foi construído, entre 1756 e 1766, para substituir o anterior, pequeno e arruinado. A sua construção foi concebida com dinheiro do bispo D. Fr António de Sousa e com as esmolas dos fiéis, foi benzida em 1769, durante a vacância da Sé l766/1770. No período do Cerco do Porto (l832-34) a igreja foi frequentemente alvejada pela artilharia dos miguelistas postados em Gala, sofrendo consideráveis estragos. Motivo que levou, a partir de 1832, os serviços paroquiais a se transferirem para a vizinha igreja conventual de S. Bento da Vitória. Findo o Cerco, só em 1852 terminaram as obras de reparação na igreja paroquial. Em 1874, um incêndio destruiu o altar de Nossa Senhora da Vitória, aproveitando-se então para se dourarem os ret

Ricardo Martins wrote at Jul 21, 2016, 9:35:02 AM

Linda captação deste soberbo orgão!! Parabéns António, abraço.

 

Violeta Teixeira wrote at Jul 21, 2016, 8:58:50 PM

Magnífica fotografia.

Parabéns, António!

 

 

 

Waldemar Alvarinhas wrote at Aug 16, 2016, 8:56:26 AM

Isto esta fantastico!!! Prbns Abraço e boa semana.

 

 

 

José Flacho wrote at Sep 1, 2016, 7:55:25 PM

Uma imgem muito bela e de grande qualidade. Pbs

 

Virgilio Jose wrote at Sep 4, 2016, 12:36:55 PM

Grafismo em contra-luz bem conseguido, trabalho bem documentado. Abraço e bom domingo António.

 

 

 

  • PodiumFoto in Social Networks
PodiumFoto in Social Networks
If you do not want to share your pictures on social networks can inactivate this feature in your preferences.

In your menu "Settings", top right of the screen, click "Preferences-privacy" and select the checkbox "Do not share partner sites and social networks".
Remember that we only publish thumbnails that link to your page or photo whose purpose is the dissemination of our authors.